ONU retira funcionários por temer distúrbios

COSTA DO MARFIM

, O Estado de S.Paulo

08 de dezembro de 2010 | 00h00

A ONU começou ontem a retirar cerca de 500 de seus funcionários da Costa do Marfim por causa da crise política iniciada após as contestadas eleições presidenciais do dia 28 no país. De acordo com um funcionário da organização, que pediu anonimato, a ONU teme mais distúrbios. "Funcionários que não são essenciais já começaram a deixar o país", afirmou a fonte. Ontem, a ONU informou que realocará cerca de 460 funcionários da Costa do Marfim para Gâmbia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.