ONU: reunião de líderes cipriotas rivais foi 'produtiva'

Os líderes rivais do Chipre mantiveram produtivas conversas a respeito do futuro da dividida ilha, disse hoje o enviado especial das Nações Unidas, Alexander Downer, também ex-ministro de Relações Exteriores da Austrália. A reunião foi o primeiro encontro destinado a encerrar quase 35 anos de impasse. "Foi uma boa discussão, mas obviamente há um longo caminho pela frente", disse o enviado da ONU. "As conversas foram produtivas e tiveram frutos."A reunião ocorreu em um aeroporto abandonado, dentro da zona-tampão controlada pela ONU que divide os dois lados. O presidente do Chipre, Dimitris Christofias, e o líder turco-cipriota, Mehmet Ali Talat, não revelaram detalhes das quase quatro horas e meia de conversa. Downer não quis dizer se estava ou não satisfeito com a reunião, alegando que "não era a hora" para isso. Segundo ele, o próximo encontro entre os dois líderes ocorrerá em 18 de setembro. Não há prazo para as conversas. Porém Talat já disse que gostaria de alcançar um acordo até o fim do ano.O Chipre foi dividido em 1974, quando a Turquia invadiu a ilha, em resposta a um golpe que buscava unificar o país à Grécia. Após um encontro em grande parte cerimonial na semana passada, o encontro de hoje começou a tratar dos impasses para se alcançar a paz.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.