ONU reunirá líderes cipriotas grego e turco

O Secretário-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, se reunirá com os líderes rivais da dividida ilha do Chipre nesta semana, para evitar um colapso nas negociações de reunificação da ilha, dividida entre gregos e turcos desde 1974. Se bem-sucedida, a negociação poderá ajudar a Turquia em seus esforços para aderir à União Europeia (UE). Ban terá a reunião na próxima quinta-feira em Nova York com o presidente do Chipre, o líder greco-cipriota Dimitris Christofias, e o presidente da República Turca do Norte do Chipre (RTNC), Dervis Eroglu.

AE, Agência Estado

16 de novembro de 2010 | 19h02

Ban "deseja escutar dos próprios líderes a perspectiva que eles têm do futuro e de como as negociações irão evoluir", disse o enviado da ONU Alexander Downer. O Chipre foi dividido entre uma parte norte, turca, e uma parte sul, grega, após a Turquia ter invadido a ilha em 1974, depois que nacionalistas gregos desfecharam um golpe de Estado contra o governo cipriota, mancomunados com o governo militar da Grécia, para unir a ilha a Atenas.

A República do Chipre, a parte grega, se uniu à UE em 2004 e apenas ela aproveita os benefícios de fazer parte do bloco. A RTNC, declarada em 1983, é reconhecida apenas pela Turquia, que mantém 35 mil soldados em guarnição no seu território.

A Turquia iniciou suas negociações para aderir à UE em 2005, mas o processo entrou em impasse em várias áreas, em parte porque Ancara se recusa a abrir seus portos a navios cipriotas e também não reconhece o governo grego do Chipre. "A única coisa que pode fazer as negociações progredirem, nesse ponto, é um papel intensificado da ONU nas negociações", disse Ahmet Sozen, professor de política na Universidade do Leste do Mediterrâneo. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ONUreuniãoChipreTurquiaGrécia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.