, O Estado de S.Paulo

25 de outubro de 2010 | 00h00

A agência de refugiados da ONU inicia nesta semana uma operação para fornecer tendas e suprimentos às 680 mil pessoas desabrigadas pelas enchentes em Benin, as piores desde 1963. Dois terços do país foram afetados e pelo menos 60 pessoas morreram nas últimas duas semanas. Outra preocupação é o aumento dos casos de cólera - já são mais de 800. A ONU tem por enquanto apenas 3 mil tendas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.