ONU: sul-coreano é o favorito para substituir Annan

A corrida pela substituição de Kofi Annan no cargo de secretário-geral da ONU entrou em uma nova etapa nesta quinta-feira, com a divulgação de uma pesquisa que indica um único candidato com condições de receber os votos necessários para ser eleito. Em uma pesquisa informal realizada nesta quinta-feira, o ministro do Exterior sul-coreano, Ban Ki-Moon, foi condecorado com 13 dos 15 votos dos países que compõe o Conselho de Segurança da ONU. Por tratar-se de uma votação secreta, não se sabe, no entanto, se ele contou com os votos dos cinco membros permanentes do conselho, que possuem poder de veto. Dos dois votos que não favoreceram Ban, um foi contrário à candidatura e outro uma abstenção.A pesquisa informal serve apenas para dar aos candidatos uma vaga idéia sobre a viabilidade de suas candidaturas, e os resultados são difíceis de interpretar. Ainda assim, Ban havia ido melhor na última pesquisa, quando conquistou 14 votos a favor e apenas um contra.No entanto, nenhum dos outros seis candidatos à sucessão de Kofi Annan conseguiram os nove votos favoráveis para viabilizar suas candidaturas. Isso pode dar a Ban o impulso necessário de que ele precisa para ganhar ou abrir o caminho para que outras pessoas se candidatem.Na próxima pesquisa, marcada para segunda-feira, os membros com poder de veto no conselho votarão em cédulas com cores diferentes das dos outros membros. O objetivo é identificar quais candidaturas são viáveis. O veto de um dos cinco membros permanentes - Grã-Bretanha, China, França Rússia ou Estados Unidos - pode significar a eliminação do candidato.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.