ONU suspende envio de ajuda ao sul do Líbano

A Organização das Nações Unidas (ONU) suspendeu nesta terça-feira o envio de ajuda ao sul do Líbano devido ao intenso fogo de artilharia na região, informou a porta-voz do Programa Alimentar Mundial (PAN, por sua sigla em inglês), Christian Berthiaume. Segundo ela, os embarques para outras partes do país continuam normalmente."As forças israelenses alertaram hoje que nenhum veículo deveria circular pelo sul do Líbano", disse a porta-voz. "(Israel) havia liberado os comboios humanitários, mas decidimos paralisar nosso trabalho devido ao intenso fogo de artilharia nas últimas 24 horas".O PAN e outra agências da ONU expressaram seu desalento com a dificuldade no trabalho de levar ajuda ao Líbano e afirmaram que o que foi entregue até agora à população civil é insuficiente.Insuficiente"Insuficiente" é a palavra que resume a situação da assistência humanitária no Líbano, disse Wivina Belmonte, do Fundo da ONU para a Infância (UNICEF). "O fornecimento de combustível não é suficiente, os hospitais precisam de ajuda para funcionar, os carregamentos de artigos humanitários que tentam ingressar no país não são suficientes", afirmou. Mesmo assim, a UNICEF conseguiu na segunda-feira que 11 caminhões carregados com suprimentos entrassem no Líbano provenientes da Síria.Diante da dificuldade generalizada de se ingressar em território libanês por terra, as instituições de assistência anunciaram que estão buscando mecanismos alternativos para levar ajuda a quem precisa. Ontem, por exemplo, uma avião francês pousou em Beirute proveniente do Chipre com várias toneladas de materiais de primeira necessidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.