ONU vai enviar equipe ao Iraque para investigar crimes do Estado Islâmico

O conselho adotou uma resolução apresentada por França e Iraque sem votação, mas a delegação da África do Sul disse que se desassociou do texto por falta de equilíbrio

REUTERS

01 de setembro de 2014 | 14h01

O Conselho de Direitos Humanos da ONU condenou nesta segunda-feira violações cometidas por forças do Estado Islâmico no Iraque, que podem ser classificados como crimes de guerra, e concordou em mandar uma missão para investigá-los.

O conselho adotou uma resolução apresentada por França e Iraque sem votação, mas a delegação da África do Sul disse que se desassociou do texto por falta de equilíbrio.

"Nós estamos enfrentando um monstro terrorista", disse o ministro de direitos humanos do Iraque, Mohammed Shia' Al Sudani, numa sessão de emergência em Genebra.

"As ações do Isis (antiga sigla em inglês do Estado Islâmico) ameaçam não apenas o Iraque, mas toda a região e o mundo", acrescentou.

(Reportagem de Stephanie Nebehay)

Mais conteúdo sobre:
ONUIRAQUECRIMEESTADOISLAMICO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.