ONU vê 'crise global' por causa da alta dos alimentos

O mundo enfrenta uma crise global porcausa do preço dos alimentos, disse na sexta-feira osecretário-geral da ONU, Ban Ki-moon. "Este acentuado aumento do preço dos alimentos setransformou numa verdadeira crise global", afirmou ele ajornalistas em Viena. Os temores em relação à segurança alimentar aumentaramnesta semana, quando o preço do arroz bateu recordes e osEstados Unidos alertaram que o combate à fome no mundo estáficando muito mais caro. O preço do arroz quase triplicou neste ano na Ásia, e arevolta contra o custo da alimentação e dos combustíveisprovocou distúrbios em diversos países. Governos de diversos países exportadores adotaramrestrições à venda de produtos alimentícios para garantir oabastecimento interno, o que reduz ainda mais a oferta globaldepois de vários anos de redução contínua nos estoquesestratégicos. Ban disse que a crise seria discutida em um encontro dechefes de agências da ONU em Berna, Suíça, entre os dias 18 e29 de abril. "As Nações Unidas estão preocupadíssimas, assim como todosos membros da comunidade internacional", acrescentou ele,pedindo providências urgentes. Ban afirmou também que os líderes mundiais devem discutirmaneiras de melhorar os sistemas de produção e distribuição decomida. O Japão anunciou uma doação de 100 milhões de dólares emalimentos na sexta-feira, e o diretor executivo do programaalimentar mundial, da ONU, disse na quinta-feira que alimentaros famintos do mundo custa quase 40 por cento mais, devido aoaumento nos preços de alimentos e petróleo. O Fundo Monetário Internacional disse que tem conversadocom governos em dez países, principalmente da África, sobreaumentar a ajuda financeira para cobrir o aumento dos gastos dealimentos. (Reportagem de Sylvia Westall)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.