ONU vê 'oportunidade perdida' na luta contra o crime

Mais de cem países perderam a oportunidade de aperfeiçoar a luta contra o crime organizado transnacional, ao não aprovarem uma nova medida de monitoramento durante uma reunião na semana passada, disse uma agência da Organização das Nações Unidas (ONU) na segunda-feira.

Reuters

22 de outubro de 2012 | 18h45

Discordâncias sobre o financiamento do novo esforço impediram a adoção de um "mecanismo de revisão entre pares" para avaliar a eficácia da Convenção da ONU sobre o Crime Organizado Transnacional, já ratificada por 172 nações.

"Este é um período de austeridade. Como resultado, os Estados parecem receosos em assumirem novas obrigações", disse David Dadge, porta-voz do Escritório da ONU para Drogas e Crime, em nota sobre o resultado da reunião de 15 a 19 de outubro em Viena.

A convenção forma a base jurídica para a cooperação internacional contra o crime globalizado, que a ONU estima movimentar 870 bilhões de dólares por ano.

(Reportagem de Fredrik Dahl)

Tudo o que sabemos sobre:
ONUCRIMEOPORTUNIDADE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.