Onze dos 15 países do Conselho de Segurança são contra guerra

Apenas quatro das 15 nações que compõem o Conselho de Segurança das Nações Unidas se opõem aos esforços da Alemanha, França e Rússia de solução pacífica para o desarmamento do Iraque, disse uma fonte do primeiro escalão do governo alemão. Segundo a fonte, este cenário ficará evidente após a apresentação sexta-feira do segundo relatório dos inspetores de armas da ONU. Apenas a Grã-Bretanha, a Espanha e a Bulgária partilham da opinião dos EUA, de que o "tempo se esgotou" para o Iraque.Os EUA e a Grã-Bretanha têm mantido negociações privadas com membros das Nações Unidas buscando apoio para a criação de uma segunda resolução, prevendo autorização para uso da força como alternativa para desarmamento do Iraque. Para que uma nova resolução seja aprovada é necessário nove votos favoráveis e nenhum veto. Cinco países detém direito de veto: Grã-Bretanha, EUA, China, Rússia e França. Analistas questionam se Washington e Londres conseguirão o mínimo de nove votos para uma segunda resolução, mesmo sem que qualquer país utilize seu poder de veto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.