Onze iraquianos morrem em diferentes ataques ao norte de Bagdá

Pelo menos 11 iraquianos, entre eles duas mulheres, morreram nas últimas horas em diferentes ataques perpetrados ao norte de Bagdá, informaram neste sábado à EFE fontes policiais iraquianas.As fontes explicaram que um grupo de homens armados matou quatro irmãos que trabalhavam como mecânicos no bairro Al-Senaei, no oeste de Baquba, 65 quilômetros ao nordeste da capital.Em outra situação, insurgentes dispararam contra um oficial do Exército iraquiano e seu sobrinho, que morreram, quando viajavam por uma das principais avenidas de Baquba.Em outro ataque similar, também em Baquba, um homem e sua mulher morreram por disparos de um grupo de desconhecidos, que seqüestrou a filha de ambos, de um ano de idade, acrescentaram as fontes.Segundo as mesmas fontes, soldados americanos dispararam contra uma mulher, que morreu por causa dos ferimentos sofridos no ataque, ocorrido nas imediações de Baquba.Em Tikrit, 180 quilômetros ao norte de Bagdá, homens armados dispararam de dentro de um veículo contra um posto de controle policial, matando um policial e ferindo outros dois.Outro policial morreu ontem à noite por disparos de insurgentes no centro de Tikrit, acrescentaram as fontes.Por outro lado, o comando militar norte-americano em Bagdá informou neste sábado que um de seus marines morreu sob "fogo inimigo" na província de Al Anbar, no oeste do país, reduto da insurgência sunita.Um comunicado do comando militar afirmou que o marine morreu na última sexta-feira por disparos de inimigos quando participava de uma operação militar nessa província, sem fornecer mais detalhes sobre o fato.Mais de 2.400 soldados norte-americanos morreram no Iraque desde o início da guerra em março de 2003.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.