Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Opep pode convidar governo do Iraque para reunião

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo convidará o novo ministro iraquiano da Energia para seu próximo encontro, desde que as Nações Unidas reconheçam o governo do Iraque. A garantia foi dada pelo presidente da Opep, Abdalá Bin Hamad al-Attiyah. O ministro da energia do governo no Iraque é Ibrahim Bahr al-Uloum. A Opep se reúne em Viena no próximo dia 24. A aceitação da Opep ao novo governo iraquiano seria uma forte expressão de apoio ao novo governo iraquiano, que ainda não teve o reconhecimento da Liga Árabe. A Opep tem Irã e Arábia Saudita entre os países membros. O gabinete iraquiano prestou juramento nesta quarta-feira em Bagdá. Seus 25 membros foram selecionados pelo Conselho Governante, autoridade interina designada pelos Estados Unidos. Al-Attiyah, que além depresidente da Opep é ministro da Energia do Qatar, disse ao jornal Al Hayat, do Líbano, que a alta do preço do petróleo no mercado internacional se deve à instabilidade no Iraque. O novo governo do Iraque terá que decidir se o país trabalhará com as regras da Opep ou como produtor independente. Os membros da organização temem que a retomada das exportações de óleo cru do Iraque venham a causa uma baixa vertiginosa no preço do petróleo. O Iraque é um dos 11 membros da Opep, mas não participa das reuniões de estabelecimento de preço do petróleo desde 1990, quando invadiu o Kuwait.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.