AP Photo/Christophe Ena, File
AP Photo/Christophe Ena, File

Operação antiterrorista na França e na Suíça prende dez suspeitos

Grupo usava aplicativo de troca de mensagens Telegram no qual fazia declarações preocupantes sobre radicalismo islâmico

O Estado de S.Paulo

07 Novembro 2017 | 11h46

PARIS - Dez pessoas foram detidas nesta terça-feira, 7, nos arredores de Paris, no sul da França e na Suíça, como parte de uma operação antiterrorista. Os suspeitos  faziam parte de um grupo no aplicativo de troca de mensagens Telegram, frequentemente usado pelos extremistas islâmicos, no qual "faziam declarações preocupantes", disseram fontes da Justiça francesa.  A operação tem como objetivo esclarecer o contorno dos projetos.

+ França acaba com estado de emergência e introduz nova lei de segurança

Nove pessoas com idades entre 18 e 65 anos - a maioria fichada pela Polícia - foram detidas no sudeste da França e na região parisiense, e uma, na Suíça, disseram as fontes consultadas pela AFP. Iniciadas em 19 de julho, as investigações permitiram identificar um indivíduo na Suíça muito ativo nas redes sociais.

Além disso, comprovaram que ele mantinha contato com indivíduos residentes na França, com quem discutia projetos de ação violenta explicou a mesma fonte.

O homem preso na Suíça também é ligado a um adolescente de 13 anos, suspeito de preparar um ataque com faca. O adolescente foi preso em 20 de junho. /AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.