Operação antiterrorista termina com 53 presos na Europa

Itália, Turquia, Alemanha e Bélgica prenderam 53 militantes numa operação policial coordenada contra um grupo marxista turco considerado terrorista, informa o Ministério do Interior da Turquia. A polícia em Istambul capturou 37 suspeitos do Exército/Frente Marxista Revolucionário Popular, ou DHKP-C, enquanto 16 outros foram detidos fora do país.Autoridades turcas e alemãs vinham preparando a operação desde o ano passado. Já a polícia italiana envolveu-se no caso mais recentemente, disse uma fonte do Ministério. Após investigações terem mostrado atividade do grupo na Holanda e Bélgica, esse países também foram avisados e tomaram parte na operação.O DHKP-C busca derrubar o governo turco e implantar um regime marxista no país. O grupo e seu líder, Dev Sol, assumiram responsabilidade por diversos ataques a bomba na Turquia, incluindo dos atentados suicidas cometidos em 2001.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.