Operação contra Al-Qaeda termina com mais de 70 mortos

Soldados paquistaneses encerraram no fim da noite de domingo uma operação com o objetivo de expulsar supostos membros da rede extremista Al-Qaeda e simpatizantes de esconderijos numa remota região tribal, perto da fronteira com o Afeganistão. De acordo com um oficial do Exército do Paquistão, 72 pessoas morreram na operação, sendo 55 suspeitos e 17 soldados.Altos oficiais do Exército dos Estados Unidos estacionados no Afeganistão elogiaram a operação paquistanesa, mas disseram não ter conhecimento de que algum importante líder da Al-Qaeda teria sido capturado na ofensiva. Horas mais tarde, porém, autoridades paquistanesas em Karachi anunciaram a detenção do suposto mentor de três ataques que resultaram na morte de dezenas de muçulmanos xiitas no sudoeste do Paquistão.Daud Badini - um líder do grupo extremista Lashkar-e-Jhangvi, supostamente ligado à Al-Qaeda - está entre 11 suspeitos de terrorismo detidos durante o fim de semana na maior cidade do Paquistão. O sobrinho de Khalid Shaikh Mohammed, que seria o terceiro homem na hierarquia da Al-Qaeda, também foi detido na operação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.