Operação contra corrupção na Espanha tem 51 presos

Entre os políticos presos estão seis prefeitos; 250 milhões de euros foram desviados em dois anos

O Estado de S. Paulo

27 de outubro de 2014 | 12h36

MADRI - Uma operação contra corrupção na Espanha acabou com a prisão de 51 pessoas, entre políticos - sendo seis prefeitos -, empresários e funcionários públicos, e desvendou uma fraude de 250 milhões de euros, desviados nos últimos dois anos, informou o jornal El País nesta segunda-feira, 27. O esquema de corrupção envolveu políticos dos partidos PSOE e PP.

A operação foi ordenada pela Promotoria Especial contra a Corrupção e o Crime Organizado. As atividades ilícitas ocorreram em prefeituras de Madri, Valência, León e Murcia. Entre os crimes investigados há falsificação de documentos, crimes fiscais, tráfico de influência, prevaricação, fraudes contra a administração e formação de quadrilha.

Além das prisões, 30 carros que, segundo a Promotoria, pertencem aos investigados, foram apreendidos pela polícia espanhola.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.