Operação em Bagdá leva mais de 100 à prisão

Forças americanas e iraquianas vasculharam um bairro central de Bagdá e prenderam 104 supostos guerrilheiros, informa o Ministério do Interior. Acredita-se que nove dos detidos sejam fugitivos de Faluja. As batidas ocorreram na Rua Haifa, onde há conflitos constantes entre soldados e rebeldes, segundo o porta-voz Sabah Kadhim. A maioria dos presos é de iraquianos, mas há estrangeiros entre eles, incluindo sírios e outros árabes não-iraquianos. O porta-voz não deu mais detalhes. Ele disse que os detidos são suspeitos de ter executado "operações terroristas".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.