Operação militar deixa mais de 30 mortos na Colômbia

Tropas do Exército e da polícia antinarcóticos da Colômbia realizaram uma das maiores operações contra o narcotráfico na fronteira com a Venezuela, que deixou até agora 24 guerrilheiros e sete soldados mortos, informaram as autoridades. Denominada "Operação Holocausto", a ação teve início em 17 de agosto, quando tropas da infantaria do Exército combateram guerrilheiros das Farc, informou o general Eduardo Morales, comandante da 2ª Divisão do Exército.No total, foram mobilizados 1.800 soldados e policiais, que tentam erradicar cerca de 10.000 hectares de cultivo de coca pertencentes às Farc, o Exército de Libertação Nacional (ELN) e grupos paramilitares, em uma das zonas de maior conflito do país. A operação está concentrada em áreas rurais dos municípios de El Tarra, Teorama e Tibú, os principais da zona de Catatumbo, e poderá durar ainda outros dois meses.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.