Operação militar mata mais um líder das Farc

As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) confirmaram ontem a morte de Jacobo Arango, colaborador próximo de Iván Márquez, principal negociador da guerrilha nas conversas de paz com o governo de Bogotá que ocorrem em Cuba. "Na madrugada de 31 de janeiro, no Vale do Rio Esmeralda, foram massacrados seis combatentes guerrilheiros enquanto dormiam", disseram as Farc em um comunicado, afirmando que Arango, que pertencia ao Comando Central da guerrilha, estava entre os mortos.

O Estado de S.Paulo

09 de fevereiro de 2013 | 02h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.