Operação no Afeganistão mata três supostos terroristas

Três supostos terroristas morreram nesta quarta-feira na província de Khowst, no leste do Afeganistão, e outro foi detido numa operação conjunta das forças afegãs e internacionais, informaram fontes militares. Segundo um comunicado das forças lideradas pelos Estados Unidos, fontes "confiáveis" informaram às tropas o local onde se refugiavam os supostos terroristas, perto da localidade de Taranli. Os militares cercaram o edifício e pediram a seus ocupantes, entre eles mulheres e crianças, que se rendessem de forma pacífica, mas foram atacados e responderam ao fogo, afirma o comunicado. No combate morreram três supostos terroristas e um quarto foi capturado, segundo a coalizão, que acrescentou que nem as mulheres nem as crianças foram feridas. O porta-voz das forças combinadas, coronel Thomas Collins, disse que a operação é um exemplo de como "os terroristas utilizam civis inocentes" para tentar ficar fora do alcance das tropas. Este ano está sendo o mais sangrento no Afeganistão desde a invasão por parte dos EUA, em 2001. Cerca de 2 mil pessoas morreram em diferentes incidentes.

Agencia Estado,

01 Novembro 2006 | 07h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.