Operadora de usina nuclear do Japão encerra vazamento

Água radioativa em poça do reator 3 havia sido descoberta por funcionário da Tepco

REUTERS

11 de maio de 2011 | 10h30

TÓQUIO - A operadora da usina nuclear japonesa Fukushima Daiichi, danificada pelo tsunami e o terremoto de 11 de março, disse nesta quarta-feira, 11, que um novo vazamento de água radioativa, que estaria indo para o oceano, já foi fechado.

Segundo um porta-voz da Tokyo Electric Power Co. (Tepco), trabalhadores conseguiram fechar o vazamento que foi descoberto mais cedo nesta quarta-feira em um poço de armazenamento externo do reator 3 da usina Daiichi, a poucos metros do mar.

O reator 2 da usina teve vazamentos semelhantes que a operadora conseguiu controlar no mês passado com vidro líquido e outras substâncias.

Desde o terremoto e o tsunami de 11 de março no nordeste do Japão, a Tepco está tendo que despejar água sobre os reatores para resfriá-los, mas também foi necessário encontrar espaço para armazenar a água contaminada.

O Ministério das Relações Exteriores de Japão informou os Estados Unidos e países vizinhos sobre o vazamento desta quarta, segundo Hidehiko Nishiyama, porta-voz da agência de segurança nuclear japonesa.

A China e a Coreia do Sul criticaram o Japão quando o país despejou milhares de toneladas de água contaminada da usina no mar, no mês passado, sem um aviso prévio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.