Operadoras de cruzeiros continuam a ancorar na costa do Haiti

Decisão de manter rota planejada incomodou alguns passageiros, mas empresas prometeram levar ajuda e doar dinheiro.

BBC Brasil, BBC

18 de janeiro de 2010 | 16h21

Companhias de navegação que fazem cruzeiros de luxo pelo Caribe continuam a ancorar seus navios na costa do Haiti, apesar do terremoto do último dia 12, que deixou dezenas de milhares de mortos e devastou prédios e casas na capital Porto Príncipe.

De acordo com o jornal britânico The Guardian, o navio Independence of the Seas, da Royal Caribbean Cruises, aportou no complexo turístico de Labadee, no norte do país, na última sexta-feira.

Outros navios da companhia, Navigator of the Seas e Liberty of the Seas, devem chegar ao porto de Labadee nesta segunda e terça. A embarcação Celebrity Solstice, da companhia Celebrity Cruises, também tem chegada programada para esta semana.

A decisão, pelas companhias, de manter a rota planejada apesar do drama de centenas de milhares de vítimas do terremoto no Haiti, provocou polêmica entre passageiros.

Em um fórum no site Cruise Critic, alguns disseram que não sairiam do navio para nadar, tomar coquetéis e comer churrasco na praia.

Um dos passageiros disse que não seria capaz de desfrutar da experiência sabendo que, do outro lado do país, corpos estavam sendo empilhados e o povo se desesperava à procura de comida e água.

Doações

As empresas justificaram a decisão de manter a rota planejada dizendo que os cruzeiros são bons para a economia do país e representam uma preciosa fonte de renda para centenas de trabalhadores e suas famílias.

Elas também prometeram transportar suprimentos de emergência, como comida e água, para o país.

Em declaração publicada no site da Royal Caribbean Cruises, o vice-presidente da empresa, John Weis, disse que a companhia se comprometeu a doar pelo menos US$ 1 milhão em ajuda para o Haiti.

Segundo Weis, o dinheiro será entregue a organizações beneficentes atuando neste momento no país, entre elas, Food For the Poor e Pan Anmerican Development Foundation.

A Royal Caribbean Cruises declarou também que vai doar 100% dos ganhos líquidos gerados pela visita do Independence of the Seas a Labadee.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.