Mark Lennihan/AP
Mark Lennihan/AP

Operários concluem pináculo do One World Trade Center, em Nova York

Torre tem agora 541 metros de altura, sendo o edifício mais alto do hemisfério ocidental

Reuters,

10 de maio de 2013 | 14h57

NOVA YORK - Trabalhadores celebraram ao completar o pináculo da torre One World Trade Center, em Nova York, nesta sexta-feira, 10, elevando o prédio à sua altura total de 541 metros e ajudando a preencher um vazio na linha do horizonte deixado pelos ataques de 11 de setembro de 2001.

O pináculo faz da torre o edifício mais alto do hemisfério ocidental, 14 metros mais alto que o Willis Tower em Chicago, embora seja substancialmente menor do que torres no Oriente Médio e na Ásia.

"Estou muito feliz, mas também triste. Porque nós tivemos que reconstruir a torre. É um dia de orgulho para a cidade", disse Philip English, um entre as duas dúzias de operários em serviço no momento em que a torre foi concluída, às 7h46 da manhã no horário local (8h46, no horário de Brasília).

O céu estava claro, lembrando o clima no dia em que os aviões sequestrados se chocaram contra as antigas Torres Gêmeas, em um ataque coordenado em Nova York e Washington que matou cerca de 3 mil pessoas e deixou os Estados Unidos em alerta máximo para futuros atentados.

Anteriormente chamado de Torre da Liberdade, o One World Trade Center é um dos quatro arranha-céus em construção em torno do local onde as Torres Gêmeas caíram, em uma parceria entre o desenvolvedor Larry Silverstein e a Autoridade Portuária de Nova York e New Jersey, proprietária do terreno.

Assista ao vídeo com imagens do edifício:

Tudo o que sabemos sobre:
World Trade CenterEUANova York

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.