Oposição afegã avança rumo a Cabul

A coalizão guerrilheira de oposição ao regime Taleban, a Aliança do Norte, chegou nesta sexta-feira a poucos quilômetros de Cabul e está preparando uma ofensiva para capturar a capital afegã, segundo a emissora de TV russa ORT. De acordo com a fonte, os opositores e os talebans enfrentam-se em violentos combates a seis quilômetros da capital, de onde a população está fugindo em pânico. A agência de notícias Itar-Tass, também russa, informou que dirigentes talebans abandonaram seu reduto em Kandahar e se dirigiram para a cidade de Helmand - ambas no sul do país -, onde instalaram seu novo quartel-general. Helmand fica entre as cidades de Kandahar e Oruzgan, dois locais apontados por fontes de inteligência ocidentais como possíveis refúgios do terrorista saudita Osama bin Laden. Em Helmand encontra-se uma rede de rios que abastece todo o centro do Afeganistão. Nas proximidades, em Kudzhka, o Taleban instalou suas baterias antiaéreas. Kandahar, de onde há cinco anos partiram os integristas para conquistar todo o Afeganistão, tinha sido escolhida pelo líder máximo do Taleban, mulá Mohamed Omar, como quartel-general por causa de sua proximidade com o Paquistão - país que sempre apoiou o movimento com armas e homens. Agora, o regime integrista teme um ataque por parte dos EUA justamente a partir do Paquistão e transferiu para a fronteira cerca de 40 mil homens e boa parte de seus foguetes antiaéreos Stinger. Em Dushambé, onde está baseada, a Aliança do Norte informou que está a ponto de lançar um ataque decisivo também contra as cidades de Talukan e Mazar-i-Sharif, consolidando um corredor para marchar sobre Cabul. "Estamos preparados para entrar em Cabul", disse um comandante da coalizão. "Se nossos chefes derem a ordem, podemos entrar lá amanhã."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.