Oposição alemã escolhe concorrente de Schröeder

Na tentativa de voltar ao poder quatro anos após a queda de Helmut Kohl, os chefes dos partidos conservadores alemães reuniram-se nesta sexta-feira para discutir qual entre dois candidatos rivais de suas fileiras poderá vencer o atual chanceler Gerhard Schröeder nas eleições do segundo semestre. Os líderes democrata-cristãos do partido de Kohl se encontraram num luxuoso hotel da Alemanha Oriental em meio a especulações de que Angela Merkel, a chefe do CDU, poderá ser forçada a deixar o posto para permitir que o governador do Estado da Baviera, Edmund Stoiber, encabece a campanha eleitoral do partido. Na discussão sobre a estratégia a ser adotada, a escolha é entre adotar uma posição de centro para enfrentar os social-democratas com Merkel, ou dar uma guinada mais à direita, escolhendo Stoiber, líder de um dos Estados mais conservadores da Alemanha. Aproveitando a oportunidade dada pela queda de popularidade de Schröeder devido à crise econômica, os conservadores também tentam evitar que o debate possa provocar um racha no partido, estancando a campanha antes que ela se inicie.

Agencia Estado,

11 Janeiro 2002 | 16h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.