Oposição aumentará protestos para derrubar governo libanês

A oposição libanesa anunciou nesta terça-feira que aumentará os protestos para derrubar o governo de Fouad Siniora, segundo um comunicado conjunto dos partidos xiitas Hezbollah e Amal.No comunicado, o Amal e o Hezbollah afirmaram que "continuarão com os protestos para derrubar o governo", e que a oposição "agirá de forma pacífica, e respeitará as leis". A oposição, liderada pelo Hezbollah e pela Corrente Patriótica Livre, do general cristão Michel Aoun, faz desde 1º de dezembro uma concentração simbólica ininterrupta no centro de Beirute, para pedir a dissolução do governo libanês.Os dois grupos xiitas, cujos ministros se demitiram em meados de novembro, responsabilizaram a maioria parlamentar pelo "fracasso das tentativas de solucionar a crise".Por sua vez, o subsecretário-geral do Hisbolá, Naeem Kasem, disseem declarações ao canal Al-Manar que "os protestos poderiam ter umcaráter sindical, operário e privado".Kasem disse que seu partido anunciará nos próximos dias, após uma reunião com o resto de grupos da oposição, seus próximos passos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.