Oposição aumentará protestos para derrubar governo libanês

A oposição libanesa anunciou nesta terça-feira que aumentará os protestos para derrubar o governo de Fouad Siniora, segundo um comunicado conjunto dos partidos xiitas Hezbollah e Amal.No comunicado, o Amal e o Hezbollah afirmaram que "continuarão comos protestos para derrubar o Governo", e que a oposição "agirá deforma pacífica, e respeitará as leis".A oposição, liderada pelo Hezbollah e pela Corrente PatrióticaLivre, do general cristão Michel Aoun, faz desde 1º de dezembro umaconcentração simbólica ininterrupta no centro de Beirute, para pedira dissolução do governo libanês.Os dois grupos xiitas, cujos ministros se demitiram em meados de novembro, responsabilizaram a maioria parlamentar pelo "fracasso das tentativas de solucionar a crise".Por sua vez, o subsecretário-geral do Hezbollah, Naeem Kasem, disseem declarações ao canal Al-Manar que "os protestos poderiam ter umcaráter sindical, operário e privado". Kasem disse que seu partido anunciará nos próximos dias, após uma reunião com o resto de grupos da oposição, seus próximos passos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.