Dan Kitwood / AP
Dan Kitwood / AP

Oposição britânica critica Cameron por homenagem Thatcher no Parlamento

Para deputado trabalhista, premiê usa morte de ex-primeira-ministra para impulsionar seu partido

estadão.com.br,

10 de abril de 2013 | 11h41

O deputado trabalhista John Healey acusou nesta quarta-feira, 10,  o primeiro-ministro da Grã-Bretanha, David Cameron, de sequestrar o Parlamento para fazer uma homenagem à ex-chefe do governo Margaret Thatcher em "benefício" da ideologia do Partido Conservador. A cerimônia começou hoje pela manhã. 

 

Healy criticou duramente a sessão extraordinária prevista para esta tarde nos Comuns, convocada por Cameron como homenagem à falecida política conservadora, apesar de que Parlamento estivesse em recesso pela Páscoa e ia a retomar suas sessões na próxima semana.

 

Segundo afirmou hoje John Healey, ex-secretário de Estado do Partido Trabalhista durante os governos de Tony Blair e Gordon Brown, Cameron utiliza o Parlamento como "plataforma" para divulgar a ideologia de seu partido. "O Parlamento se utilizará hoje para o benefício político do primeiro-ministro, como plataforma para sua ideologia política, não como simples discurso, lamentou Healey.

 

A sessão começou às 14h30 locais (10h30 de Brasília) com uma declaração de Cameron, antes que façam o próprio o líder da oposição trabalhista, Ed Miliband, e o vice-primeiro-ministro, Nick Clegg.

 

As divisões relacionadas ao histórico de Thatcher provocaram um debate sobre os gastos públicos com seu funeral, que será realizado em 17 de abril na Catedral de St. Paul e do qual participará a Rainha Elizabeth II e representantes de todo o mundo. O único funeral de um ex-primeiro-ministro que contou com a presença da rainha até hoje foi o do líder britânico na Segunda Guerra Mundial, Winston Churchill, em 1965.

A família de Thatcher está pagando parte dos custos do funeral, mas outra porção será paga pelo Estado. Os contribuintes também terão de pagar a interrupção das férias dos parlamentares, que podem alegar despesas de até 3.700 libras esterlinas (US$ 5.750,00) relacionadas à viagem.

Milhares de pessoas devem se reunir para ver o caixão de Thatcher ser levado do Parlamento para a catedral na semana que vem. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.