Oposição da Alemanha pede taxação dos mercados

O líder da oposição na Alemanha, Frank-Walter Steinmeier, afirmou que o governo da chanceler Angela Merkel precisa implementar um imposto sobre operações financeiras para garantir apoio de seu partido ao tratado fiscal da União Europeia. Em entrevista ao jornal alemão Bild am Sonntag, Steinmeier disse que a legenda só vai apoiar o tratado "se houver uma clara decisão do gabinete de tarifar os mercados financeiros".

AE, Agência Estado

03 de junho de 2012 | 13h39

O governo de Merkel precisa dos partidos de oposição para obter uma maioria de dois terços no Parlamento a favor da ratificação do tratado fiscal europeu, que prevê mais disciplina fiscal para os países da região. Em princípio Merkel favorece o imposto, mas tem alertado que ele precisa ser implementado em toda a Europa para ter um impacto real.

A oposição também pede que uma série de medidas para promover o crescimento e a criação de empregos nos países do sul da Europa seja acrescentada ao tratado. Os dois lados se reunirão no próximo dia 13 para chegar a um acordo. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Angela Merkelimposto financeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.