Oposição do Quênia vai retomar protestos nacionais

A oposição do Quênia planeja realizarmais protestos em todo o país contra a contestada reeleição dopresidente Mwai Kibaki, depois que uma tentativa de mediação daUnião Africana (UA) fracassou. Os líderes da oposição realizarão na tarde destasexta-feira uma entrevista coletiva para "anunciar a imediataretomada das ações no país inteiro contra os resultadospresidenciais irregulares", afirmou o porta-voz do MovimentoDemocrático Laranja (ODM), Tony Gachoka. O governo de Kibaki já deixou claro que não vai permitirmanifestações da oposição. Protestos anteriores levaram asangrentos confrontos entre seguidores do ODM e as forças desegurança, elevando ainda mais o número de 500 mortos desde avotação de 27 de dezembro. Uma fonte da oposição disse que líderes do partidoseguirão, após a entrevista desta sexta-feira, para umadelegacia de polícia de Nairóbi, a fim de notificar asautoridades sobre as manifestações nacionais a partir dequarta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.