Oposição egípcia acusa militares de golpe

Junta militar deve ter direito de vetar nova constituição.

BBC Brasil, BBC

18 de junho de 2012 | 09h15

Grupos oposicionistas no Egito acusaram nesta segunda-feira a junta militar que governa interinamente o país de golpe após a entidade ter se dado grandes poderes sobre a legislação e o orçamento.

Acredita-se que a medida deve dar aos militares o direito também de vetar a nova constituição.

A Irmandade Muçulmana disse que seu candidato, Mohammed Mursi, foi o vencedor do pleito presidencial deste final de semana.

O resultado das eleições deve ser anunciado na quinta-feira. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Mais conteúdo sobre:
alsoegitooposiçãogolpe

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.