Oposição egípcia encerrará protestos em praça do Cairo

A principal coalizão de jovens e grupos opositores disse que vai encerrar os protestos na praça central do Cairo depois de ter conseguido derrubar o presidente Hosni Mubarak. Mas os grupos dizem que vão convocar manifestações semanais para manter a pressão para que o governo militar implemente reformas democráticas.

AE, Agência Estado

12 de fevereiro de 2011 | 15h41

O grupo apresentou suas demandas durante uma coletiva de imprensa neste sábado. Dentre as exigências estão o levantamento das leis de emergência, a dissolução do Parlamento e a criação de um comitê para fazer emendas à constituição.

Alguns manifestantes não ligados à coalizão disseram que permanecerão acampados na praça Tahrir e ainda não se sabe quando a área central será desocupada. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Egitoprotestos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.