Oposição em Miami exige cumprimento da Constituição

A organização dos Venezuelanos Perseguidos Políticos e no Exílio (Veppex), com sede em Miami, exigiu ontem que a Constituição da Venezuela seja respeitada e novas eleições sejam convocadas caso Hugo Chávez não assuma oficialmente o novo mandato como presidente na cerimônia prevista para ocorrer no dia 10. "A mensagem lida pelo vice-presidente e chanceler da Venezuela, Nicolás Maduro, em Havana, reflete de maneira contundente que o estado de saúde de Hugo Chávez é crítico", diz o comunicado da entidade, cuja opinião é a de que o líder bolivariano não poderá prestar juramento como presidente este mês.

O Estado de S.Paulo

01 de janeiro de 2013 | 02h04

Para a Veppex, "deve se respeitar claramente o que estabelece as Constituição Nacional nesses casos, que é a nomeação do presidente da Assembleia Nacional (Diosdado Cabello) e a convocação de novas eleições presidenciais em 30 dias". A organização quer ainda que os parlamentares opositores "exijam a designação de uma junta médica independente que determine o real estado de saúde de Chávez". "A saúde do presidente da Venezuela tem de ser de conhecimento público e não pode ser tratada desde Havana", diz a mensagem dos exilados. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.