Oposição iraquiana diz que EUA devem investigar Saddam

Um porta-voz da oposição iraquiana no exílio disse que os EUA precisam investigar se o presidente do Iraque, Saddam Hussein, teve alguma participação nos atentados terroristas de hoje. Frances Brooke, assessor do Congresso Nacional Iraquiano, entidade que coordena os oposicionistas iraquianos exilados, afirmou que os recursos financeiros, a coordenação e o conhecimento necessários para levar a cabo os sequestros de aviões e o lançamento deles contra os alvos são indicações de que havia algum governo envolvido.Para muitos iraquianos, "os EUA têm estado em guerra com o Iraque há 10 ou 12 anos. Sabemos que Saddam tem recursos tremendos em dinheiro disponíveis. Sabemos que ele tem o motivo e os iraquianos são, realmente, gente muito capaz", disse Brooke.Em 8 de agosto, Saddam Hussein fez um discurso advertindo que o Iraque agiria em retaliação aos ataques aéreos lançados pelas Forças Aéreas dos EUA e do Reino Unido contra o território de seu país. Ele também exigiu que as tropas norte-americanas na região do Golfo Pérsico fossem retiradas e criticou o apoio dos EUA a Israel.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.