Oposição libanesa pede renúncia do governo

A oposição libanesa pediu nesta sexta-feira a renúncia do governo do primeiro-ministro Najib Mikati, após o atentado que ocorreu na manhã de hoje em Beirute e matou pelo menos oito pessoas, entre elas o chefe da inteligência (espionagem) libanesa, Wissan al-Hassan. "O governo precisa ir embora e nós pedimos ao primeiro-ministro Najib Mikati que renuncie imediatamente", disse Ahmad Hariri, líder do Movimento do Futuro, reportou a agência France Presse (AFP). Mais cedo, o líder da oposição, o ex-premiê Saad Hariri, acusou o presidente da Síria, Bashar Assad, pelo atentado, que ocorreu em Beirute Oriental (setor cristão). O governo sírio condenou o ataque.

AE, Agência Estado

19 de outubro de 2012 | 21h45

Manifestantes queimaram pneus em várias ruas e avenidas de Beirute Ocidental, setor muçulmano sunita da capital libanesa. Também ocorreram protestos em Trípoli e Sidon. Saad Hariri é líder da coalizão opositora, formada por muçulmanos sunitas e parte dos cristãos libaneses.

As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.