Oposição paraguaia anuncia marcha contra Macchi

O presidente paraguaio Luis González Macchi enfrentará no próximo sábado uma nova marcha de repúdio e protesto contra seu governo - desta vez encabeçada por empresários e trabalhadores, que se somarão às numerosas manifestações que vêm fustigando o já debilitado governo paraguaio. A União Industrial Paraguaia (UIP), que convoca a mobilização, pretende juntar na ocasião pelo menos 15.000 pessoas - apenas uma semana depois da manifestação organizada pelo opositor Partido Liberal Radical Autêntico (PLRA) -, para exigir a renúncia de González Macchi. A nova mobilização, denominada "Tricolor" devido às três cores da bandeira nacional, é em protesto contra a corrupção no governo e o contrabando de produtos e para exigir a implementação de medidas para a reativação da economia. O Paraguai enfrenta uma grave crise econômica e social, com o fechamento de empresas, uma taxa de desemprego em torno de 20%, aumento da insegurança e da criminalidade. O governo se defronta com um agudo déficit fiscal, que o impede inclusive de pagar em dia os salários dos funcionários e aposentados, enquanto faltam recursos nos hospitais até para atendimentos de urgência, provocando protestos na população.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.