Oposição pede à junta golpista eleições no Níger

A oposição política do Níger pediu neste sábado à junta militar que na quinta-feira tomou o poder por meio de um golpe de Estado que promova eleições no prazo mais breve possível e devolva o poder aos civis. O pedido da oposição nigerina veio à tona em um dia no qual milhares de pessoas saíram às ruas de Niamei, a capital do país rico em urânio, para manifestar apoio à junta que derrubou o presidente Mamadou Tandja depois de ele ter permanecido no cargo meses além do previsto por seu mandato.

AE-AP, Agencia Estado

20 de fevereiro de 2010 | 19h14

Também neste sábado, Said Djinnit, representante do secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU) no oeste da África, informou que uma comissão conjunta da ONU, da União Africana (UA) e da Comunidade Econômica do Oeste da África iniciará amanhã uma visita ao Níger para avaliar a situação no país.

Tudo o que sabemos sobre:
Nígergolpeeleiçõesjunta militar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.