Oposição pede renúncia do governo de Hong Kong

Os opositores pediram nesta segunda-feira a renúncia do chefe do governo chinês em Hong Kong, depois que o mandatário Tung Chee-hwa deu esta manhã aos ativistas pró-democracia sua primeira vitória importante ao adiar a votação de uma lei anti-subversão. O impassse ocorre seis anos após a ex-colônia britânica ter voltado para o controle da China. Embora a oposição alegue que o gesto de Tung foi uma prova da fragilidade de seu governo, os ativistas mostraram ao mesmo tempo o temor de que Pequim pretenda lançar uma dura represália contra a possível queda do líder local. O dirigente de uma organização de direitos humanos da ilha, Law Yuk-kai, considerou o episódio uma prova de que a oposição - que organizou uma gigantesca manifestação contra a lei na semana passada - ?continua viva?. E o legislador Leung Yiu-chung considerou o caso ?uma calamidade política sem predentes, que acabou com o poder da administração de Tung?. Leung, ao lado de vários outros legisladores, sugeriu a renúncia do atual mandatário.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.