Oposição pede saída do presidente do Paquistão

O principal bloco opositor do Paquistão anunciou hoje a realização de uma série de protestos contra o governo, afirmando que o movimento será mantido até que o presidente Pervez Musharraf saia do poder. "A remoção de Musharraf o mais rápido possível", defendeu Nawabzada Nasrullah Khan, chefe da Conferência de Todas as Partes, uma aliança dos maiores partidos políticos e religiosos do país, excluindo o Partido do Povo Paquistanês, de Musharraf.Segundo Khan, os protestos se estenderão até 23 de março, dia nacional do Paquistão. O anúncio foi feito em um momento em que o governo de Musharraf luta para banir do país os extremistas muçulmanos. Em janeiro, o presidente expulsou cinco grupos militantes em nome do combate ao terrorismo e a violência sectária.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.