Oposição prepara greve geral na Venezuela

A oposição venezuelana se preparava hoje para convocar uma greve geral contra o presidente Hugo Chávez, deixando em segundo plano as negociações com o governo sob a mediação do secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), César Gaviria.A aliança opositora Coordenação Democrática esperava anunciar na noite de hoje a data e a duração da greve, indicando que ogoverno não deixava outra opção ao rejeitar uma saída eleitoral para a crise e ao elevar a tensão política no país com a decretação, no sábado, de uma intervenção militar na Polícia Metropolitana de Caracas, que era comandada pelo prefeito e líder opositor, Alfredo Peña.A oposição busca a realização de um referendo em dezembro sobre a permanência de Chávez no poder, mas o governo insisteque a consulta popular só poderá ser realizada em agosto, nametade do mandato presidencial.O porta-voz da Coordenação Democrática, Antonio Ledezma, disse que apesar de haver uma unanimidade entre líderes sindicais e empresários sobre a quarta "greve cívica" em menos de um ano,a oposição não abandonará a mesa de diálogo com o governo,"para não fazer o jogo de Chávez".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.