Oposição reconhece vitória do partido governista em Angola

A Unita (União Nacional pelaIndependência Total da Angola, maior partido da oposição)reconheceu na segunda-feira a ampla vitória do MPLA naseleições parlamentares da semana passada. Inicialmente, a oposição havia apontado gravesirregularidades e exigido a repetição do pleito, algo que acomissão eleitoral rejeitou por falta de provas deirregularidades. A votação de sexta-feira foi marcada pordesorganização em Luanda e acabou sendo prorrogada em um dia. O MPLA (Movimento Popular para a Libertação de Angola,ex-marxista) governa o país há 33 anos, desde o fim docolonialismo português. A última eleição aconteceu em 1992, eeste é o primeiro pleito desde o fim da guerra civil, em 2002. "A liderança da Unita aceita os resultados da eleição econgratula o MPLA", disse o dirigente Isaías Samakuva. Com quase 80 por cento dos votos apurados, o MPLA lideracom cerca de 82 por cento, contra apenas 10 por cento para aex-guerrilha Unita. O MPLA lidera em todas as 18 províncias e tem chance deconseguir uma bancada de pelo menos 77 dos 220 deputados, o quelhe permitiria alterar a Constituição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.