Oposição rejeita oferta de participar de Governo

Os três maiores partidos da oposição na Tailândia rejeitaram hoje a oferta do primeiro-ministro, Thaksin Shinawatra, de inclui-los no Governo caso ganhe as eleições legislativas de 2 de abril. A recusa ocorre enquanto prosseguem os protestos dos grupos civis que pedem a renúncia de Shinawatra, a quem acusam de corrupção, abuso de poder e nepotismo. "A oposição não vai jogar o jogo de Thaksin. Sua proposta de formar um Governo nacional é só um estratagema política", afirmou Somsak Prisana-Anantakul, vice-secretário-geral do Partido Chart Thai (Nação Tailandesa). O Chart Thai e os partidos Democrata e Mahachon mantêm sua decisão de boicotar as eleições e compartilham com os grupos civis a proposta de que o rei Bhumibol Adulyadej intervenha para resolver a crise política. Shinawatra, ex-oficial de Polícia e multimilionário transformado em político, fez sua oferta no domingo, depois que cerca de 30.000 pessoas se manifestaram pelas ruas de Bangcoc pelo terceiro dia consecutivo para reivindicar sua renúncia.

Agencia Estado,

27 Março 2006 | 03h16

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.