Oposição reúne 100 mil em marcha contra Chávez

Cem mil pessoas carregando tochas acesas bloquearam neste domingo uma rua de Caracas numa manifestação que recebeu o título de "marcha da luz pelo sim" - ao plebiscito sobre o governo do presidente Hugo Chávez. Milhares de estudantes que participaram da marcha protestaram contra a violência de simpatizantes do atual governo com os universitários e pelo que consideram serem abusos das autoridades e invasões de membros da Guarda Nacional a propriedades privadas.A oposição marchou também na cidade de Higuerote, aproximadamente 200 quilômetros a leste de Caracas; em Valência, na região central do país; e em Arágua, a 100 quilômetros da capital da venezuelana. Em Higuerote, os "tambores pelo sim" percorreram as ruas da capital e a manifestação foi encerrada com uma intervenção do governador do Estado de Miranda, Enrique Mendonza. Também em Miami, 40 mil pessoas marcharam pelo distrito de Little Havana pedindo a renúncia de Chávez. Imigrantes venezuelanos somaram-se ao exilados cubanos, que representam maioria no bairro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.