Oposição se diz ameaçada por grupos ligados a Chávez

O candidato da oposição à presidência da Venezuela, Henrique Capriles, pediu ao presidente Hugo Chávez para se distanciar dos grupos armados que apoiam o governo e que estariam ameaçando sua campanha.

AE, Agência Estado

09 de setembro de 2012 | 18h57

Chávez tem que "se distanciar da agenda dos líderes que organizam a violência, que estão carregando armas", o administrador da campanha de Capriles, Armando Briquet, disse aos repórteres. O candidato da oposição cancelou um comício em um subúrbio de Caracas por sofrer ameaças de grupos armados com ligações com o governo.

Residentes de La Pastora, uma comunidade em zonas limítrofes de Caracas, alertaram o candidato da oposição de que o governo havia mandado grupos violentos para disseminar confusão durante a visita planejada de Capriles neste domingo. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Venezuelaeleiçãooposição

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.