Oposição síria anunciam criação de 'Conselho Nacional'

Integrantes da oposição síria se reuniram nesta quinta-feira na cidade turca de Istambul e que 140 dissidentes formam um "conselho nacional" constituído em agosto.

AE, Agência Estado

15 Setembro 2011 | 10h30

O conselho tem como objetivo coordenar as políticas de oposição contra a liderança síria. Sessenta por cento de seus integrantes vivem na Síria e os demais estão no exílio, afirmou Abdulbaset Sida, integrante do conselho, durante coletiva de imprensa.

Os organizadores divulgaram apenas 72 nomes dos membros do conselho e mantiveram os demais em segredo por questões de segurança.

"Após concluir o primeiro nível de reuniões consultivas, grupos de jovens revolucionários, movimentos políticos e personalidades, ativistas e tecnocratas decidiram fundar o Conselho Nacional Sírio", disse a porta-voz Basma Qadmani.

Yasser Tabbara, outro integrante do grupo, disse que o presidente ainda não foi eleito. "Estamos num processo democrático. Esta é uma reunião inaugural."

Segundo o acadêmico Louay Safi, que mora nos Estados Unidos, o conselho tem uma base ampla e inclui sunitas, xiitas, alawitas, curdos e membros da Irmandade Muçulmana. Ele é "aberto a todos, a menos que sejam contra a democracia", disse ele.

A Organização das Nações Unidas (ONU) estima que 2.600 pessoas tenham morrido durante a repressão às manifestações no país, que tiveram início em meados de março. As informações são da Dow Jones e da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Síria política Conselho Nacional Turquia

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.