Efe
Efe

Oposição sul-coreana usa gás lacrimogêneo em votação

Partido governista manobrou no Parlamento para forçar aprovação de um acordo de livre comércio

AE, Agência Estado

22 de novembro de 2011 | 12h09

SEUL - O partido governista da Coreia do Sul manobrou no Parlamento para forçar nesta terça-feira, 22, a aprovação de um acordo de livre comércio com os Estados Unidos, ato que enfureceu políticos da oposição - uma bomba de gás lacrimogêneo chegou a ser lançada na Casa.

 

Os parlamentares aprovaram, por 151 votos contra 7, a ratificação de um acordo comercial com os EUA em uma sessão legislativa surpresa convocada pelo partido do governo Grand National Party, disseram funcionários.

Gritos eram ouvidos na Assembleia Nacional após o partido governista forçar a votação. Em meio à briga, um opositor lançou uma bomba gás lacrimogêneo nos rivais.

 

Seguranças colocaram ele para fora da Casa, enquanto o político berrava e tentava resistir. Do lado de fora do prédio da Assembleia Nacional, opositores do acordo entraram em confronto com a polícia, que foi mobilizada para manter a ordem.

O acordo aprovado é o maior dos Estados Unidos desde o tratado de livre comércio com Canadá e México, em 1994, o chamado Nafta. O comércio bilateral entre EUA e Coreia do Sul, a quarta maior economia da Ásia, totalizou cerca de US$ 90 bilhões no ano passado, de acordo com o governo sul-coreano.

 

As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.