Oposição tem histórico violento

Apontado como provável primeiro-ministro na hipótese de vitória do Partido Bharatyia Janata (BJP) nas próximas eleições, Lal Krishna Advani foi um dos líderes da multidão de hindus que, nos anos 90, destruiu uma mesquita do século 16, dando origem a choques religiosos que deixaram 2 mil mortos.A mesquita Babri foi construída por Babur, primeiro governante do Império Mogol, que dominou o subcontinente indiano do século 16 ao 17. Fundado por invasores da Ásia Central, o império muçulmano foi responsável pela construção de alguns dos principais monumentos históricos do país, como o Taj Mahal. Os hindus destruíram a mesquita sob o argumento de que ela foi construída em um lugar sagrado para sua religião. A declaração de princípios do BJP defende o ato e afirma que nenhum muçulmano havia rezado no local nos 40 anos que antecederam sua destruição.Outro líder do BJP é o governador de Gujarat, Narendra Modi, proibido de entrar nos EUA em razão da suspeita de ter sido omisso nos conflitos religiosos que, em 2002, provocaram a morte de pelo menos mil pessoas, a maioria muçulmanos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.