Oposição tem vitória esmagadora em eleição parlamentar em Taiwan

O principal partido de oposição deTaiwan, o Partido Nacionalista (Kuomintang, KMT) obteve umaesmagadora vitória nas eleições legislativas deste sábado,fortalecendo sua aposta em retomar a Presidência do país emmarço e melhorar as relações com a China. Com todos os votos apurados, o KMT obteve 81 das 113cadeiras no Parlamento, ou 72 por cento, segundo os resultadosfinais divulgados pela Comissão Eleitoral Central. O governista Partido Progressista Democrático (PPD),conseguiu apenas 27 cadeiras, ou 24 por cento, com as vagasrestantes indo para outros partidos. O PPD já afirmara anteriormente que não conseguiria obter ocontrole da nova Câmara, mas esperava conquistar 50 cadeiras. A composição do Parlamento foi alterada com esta eleição. Onúmero de cadeiras foi reduzido pela metade para aumentar aeficiência e a prestação de contas de cada parlamentar. O KMT e um partido aliado tinham anteriormente 49 por centodas vagas do Parlamento, enquanto o DPP e aliados tinham cercade 42 por cento. O KMT apóia o estreitamento dos laços econômicos com aChina e mais diálogo com Pequim,. O PPD, favorável àindependência, está na Presidência do país há oito anos. A China reivindica soberania sobre Taiwan, que tem governopróprio, desde o fim da guerra civil, em 1949, quando as forçasdo derrotado KMT se retiraram para essa ilha. O governo chinêstem dito que colocará Taiwan sob seu controle, com o uso daforça, se necessário. "Os ricos estão ficando mais ricos e os pobres mais pobres.A melhor coisa a fazer é mudar os partidos", disse YouWei-tsung, de 50 anos, que vota em Taipé há 35 anos. Uma forte votação para o KMT deve aumentar as chances deseu candidato presidencial, Ma Ying-jeou, na eleição de 22 demarço. Ma vai enfrentar o candidato do PPD, Frank Hsieh. (Por Doug Young)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.