Oposição tenta anular convênio da Bolívia com a Venezuela

Senadores da aliança conservadora Poder Democrático e Social (Podemos) apresentaram na quarta-feira um recurso aoTribunal Constitucional da Bolívia para anular o convênio de ajuda militar assinado pelo governo boliviano com a Venezuela.Os senadores Óscar Ortiz, Jorge Aguilera, Róger Pinto e Luis Vázquez Villamor informaram em comunicado que o acordo deve ser declarado nulo porque foi aprovado numa "sessão ilegal" do Senado, em 28 de novembro de 2006.Na ocasião, dois suplentes da oposição possibilitaram que abancada governista aprovasse o convênio militar e uma polêmica lei de reforma agrária.A maioria de oposição no Senado rejeitava o acordo assinado em maio de 2006 pelos presidentes da Bolívia, Evo Morales, e da Venezuela, Hugo Chávez. O texto prevê cooperação militar venezuelana em "gestão de crises". Para os opositores, isso abre uma brecha para uma intervenção militar estrangeira no país.O recurso pede a anulação de todas as leis aprovadas na sessão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.