Vasily Fedosenko/Reuters
Vasily Fedosenko/Reuters

Oposição ucraniana aceita propostas do presidente

Porta-voz do grupo que lidera os protestos disse que líderes vão ao gabinete de Yanukovich assinar acordo

O Estado de S. Paulo,

21 de fevereiro de 2014 | 10h32

KIEV - A oposição ucraniana decidiu nesta sexta-feira, 21, aceitar o acordo com o presidente Viktor Yanukovich, afirmou um dos líderes, Oleg Tiagnibok, citado pela agência Interfax. Autoridades europeias também confirmaram a posição dos opositores.

O ministro de Relações Exteriores da Alemanha disse, por meio de sua conta no Twitter, que o Conselho de Maidan, grupo que tem liderado o movimento de protestos na principal praça da capital, "decidiu que os líderes da oposição podem assinar o acordo."

Segundo uma porta-voz da oposição em Kiev, os líderes opositores estavam seguindo para o gabinete do presidente.

Yanukovich anunciou uma série de concessões nesta sexta, como realizar eleições antecipadas, formar um governo de unidade nacional e fazer mudanças constitucionais que reduzam seus poderes, em uma tentativa de encerrar a crise no país.

As manifestações contrárias ao governo ucraniano acabaram em confrontos com a polícia e deixaram ao menos 77 mortos e centenas de feridos no país./ AP e REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.